Artes e acabamentos


Tenho um encantamento pelos ambientes claros e iluminados. As sugestões de Provence com seus brancos românticos e a natureza colorida dão um charme especial na decoração e remetem ao descanso do corpo e ao resgate de nossa paz interior.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

RESTAURAÇÃO DE TELA E DE MOLDURA


Agora vou mostrar a vocês alguns passos por onde andei nessa restauração da tela e da moldura. A tela mede 50 x 100, óleo, de Durval Pereira, conhecido pelas pinturas de casarios. A seguir um resuminho da biografia dele:

Nasceu em 26/06/1917 no bairro do Brás, SP. Recebeu a menção honrosa do SPBA em 1944 passando, a partir daí, a viver exclusivamente da pintura. Premiado em vários e importantes eventos de pintura no país e no exterior. Morreu em São Paulo em 20/02/1984. Assinava Durval Pereira.
Aqui começamos vendo a tela e moldura já restaurados e na medida que descemos, vamos observando o que era essa tela antes e como era a moldura, que também estava bem danificada.
Devo contar a vocês que essa tela ficou um ano no meu ateliê e na verdade eu não sabia bem como fazer o que me ofereci para fazer de modo a não danificar a tela, nem alterar a pintura, nem acrescentar outra tinta nova. Qualquer alteração também alteraria todo o valor da obra.
Procurei por toda internet, produtos que poderiam me ajudar na limpeza, até produto para limpar xixi de gato eu procurei (não se assustem, não cheguei nem a comprar). Fui pessoalmente na Casa do Restaurador em S.Paulo, loja top na questão. Fiquei impressionada com a dificuldade em encontrar qualquer produto. Tudo o que achei eram químicas terminantemente proibidas a venda pela toxidade etc e tal.

De repente um dia qualquer veio aquela lâmpadinha bem acesa enciminha da minha cabeça e naquele momento senti que poderia começar o trabalho. A solução estava na minha cozinha. Minha espera foi providencial e o resultado generoso. Fiquei muito feliz com o resultado e a dona dele também.

Vamos brincar um pouco de adivinhação? Aqui vão alternativas para o produto da cozinha, que solucionou meu problema..opsss o da tela:


a) detergente               c) azeite
b)vinagre                    d) desinfetante                                  

Divido aqui com vocês algumas fases desse trabalho.

As cores na parte mediana superior estavam amareladas pela ação do cigarro e pó. Muitos anos no ambiente de fumantes as cores também ficaram alteradas. Depois da limpeza...uma beleza.
Aqui a tela já restaurada fora da moldura e acima já devidamente enquadrada.


Por aqui vemos detalhes da tela já completamente limpa, mostrei por áreas da tela para que se observe com maior proximidade a diferença com a apresentação de antes.

 No lado direito da tela, bem no canto desse se vê a assinatura de Durval Pereira. Antes não se conseguia ler o nome todo.
 

Aqui o meio da tela, observem a nitidez da pintura.


Aqui mostrei alguns detalhes da moldura, seu estado de antes da restauração. Na restauração revitalizei as madeiras com betume e repintei todo o paspatur com acrílica. Depois de tudo bonitinho, pulverizei verniz brilhante.

 Observem o que encontrei, esse é apenas um detalhe da tela. Esses borrões brancos são infestações de bolor.


Essa infestação mais acentuada na parte inferior da tela e estava subindo.

 Observei esse bolor subir pouco a pouco nessa tela em alguns anos, até que um dia não suportei mais e disse a dona dele. Se me permitir vou restaurar essa peça que não pode ficar pior do que está, nessa situação de dar dó.


 O nome mal se via, as cores estavam desaparecendo.




Aqui dá pra observar a tela toda, na sua aplitude, que metade de sua área na horizontal estava toda tomada por fungos.

Aqui mostrei a tela e sua moldura antes da restauração. Observem o estado de penúria em tão bela obra. Agora pasmem esse bolor foi plantado ai por um certo gato da casa que fazia (ou fez algumas vezes) xixi na tela. Acreditam? pois podem acreditar, a tela ficava na altura do tampo de um aparador e o bichano subia alí e dava sua benzidinha na obra... Foram uns 8 meses, aqui no ateliê, num ambiente arejado só para desaparecer o mal cheiro e demais unidades da tela.

COMO FIZ ESSA RESTAURAÇÃO

Usei o vinagre, liquido milagroso que tem tantas mil utilidades, na limpeza e na saúde. Primeiro deixei a tela secar muito bem em corrente de ar e luz indireta. Quando tive certeza que realmente não tinha nenhuma umidade pelo bolor comecei o trabalho. A tela que limpei era pintura a óleo. procurei um vinagre incolor, para evitar qualquer coloração. Usei sempre paninhos brancos e limpos para secar a umidade decorrente da aplicação. Paninhos brancos para eu ver os resíduos retirados de sujeira e eventualmente se estava retirando tinta e limpos para não sujar mais do que estava. Comecei usando o vinagre com água, testando a capacidade de limpeza sem tanto vinagre. Acabei usando até o vinagre puro sem problemas. Apliquei com paninho, depois usei uma escova de dentes macia e apliquei a força necessária. A cada aplicação imediatamente secava com um paninho de algodão macio. Essa tela é toda espatulada e tem muitas reentrâncias e o bolor estava completamente impregnado, de difícil remoção. Não fiz isso de uma vez só. Levei várias seções para completar o trabalho e entre elas pelo menos um dia deixando a tela secar novamente. Ao término apliquei duas demãos de verniz spray acetinado, mas só depois de muito seco, depois de dias em descanso após a última aplicação de limpeza. Espero que tenham sucesso em suas tentativas. Caso eu tenha deixado alguma dúvida nessa sequência de trabalho, por favor me perguntem.

37 comentários:

  1. bom... meu nome é caruzzo adorei a restauraçao gostaria de saber mais , vc ministra curso de restauro? obrigada

    ResponderExcluir
  2. Caruzzo, infelizmente não ministro curso. fiz vários trabalhos, mas é na tentativa e erro. Quase sempre acerto mas é devido meu conhecimento da reação de diversos materiais, o que facilita o estudo e dá resultado. mas sempre recebo propostas do site que vou te mostrar, eles são top.
    http://www.templodaarte.com.br/web/site/index

    ResponderExcluir
  3. parabéns Célia. belo trabalho. v salvou um quadro lindo do meu grande mestre Durval Pereira. vou precisar de umas dicas. tenho um monte de telas em casa, minhas, do Durval, do Athayde, do Moro, todas com muita espátula. nenhuma tem xixi de gato.............rs.......... mas estão pedindo uma atenção. fica bem e parabéns de novo

    ResponderExcluir
  4. James, vc nem me fala...até viajo nos pensamentos...ele foi seu mestre? Mamamia que honra, parabéns por ter tido essa oportunidade. Vejo que outras belas peças também, que maravilha, fico encantanda com tudo isso., abraços, no que for possível te ajudo.

    ResponderExcluir
  5. Olá Célia! Prazer encontrar seu blog tão alto astral! Estou com um quadro cusquenho grande aqui em casa e gostaria de limpa-lo, maas passei pela mesma situação que vc relatou, não acho nenhum loja especializada na internet, o vernis esta bem escureciso e quae não se ve a pintura. Vc usou vinagre para limpar a tela? se or possivel me de uma dica de limpeza. Obrigada! Adriana e-mail: driana_cantora@yahoo,com,br

    ResponderExcluir
  6. Adriana, obrigada pelo seu gentil comentário.
    Desejo sucesso em sua restauração.
    Deixei o passo a passo dessa restauração acima, no corpo do post para que mais pessoas possam ver. Obrigada, abraços.

    ResponderExcluir
  7. Olá Célia, me chamo Sandro,gosto muito de arte e queria saber de vc se consigo, dentre seus contatos,adquirir uma obra do talentoso Durval Pereira.Vi um certo Sr James dizendo que tem algumas...será que ele vende uma pra mim?
    Meu contato: sandrojfpinto@ig.com.br.
    Aguardo retorno. Um grande abraço!
    Cordialmente, Sandro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. maria de fatima santos de oliveira13 de março de 2013 12:41

      amei obrigada pela esplicaçao mais gostaria de saber mais como restauras molduras antigas a base de gesso aquelas trabalhas beijos mariafatimasantosoliveira@gmail.com

      Excluir
    2. Maria de Fátima, desculpe a demora, mas nunca tive experiência com esse tipo de moldura. Certamente é necessário o máximo cuidado pois o gesso é demais sensível e poderá danificar. Não sei te ajudar. Já tive oportunidade de ter que refazer rosáceas em gesso da decoração de uma mesa e uma penteadeira. Eu reesculpi em massa corrida todas as partes faltantes. Uma microretífica tipo a Dremel tem acessórios bem interessantes para essas finalizações. Na época fiz na mão mesmo, não tinha essa máquina. Abraços.

      Excluir
  8. Célia!!!! Obrigada pelos seus ensinamentos!!!!!Vc é The Best!!!!! bjsssssssssssssssssss Adelina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um abraço Adelina, obrigada por comentar. Desculpe minha demora, estou em viagem, nem sempre facil tempo e pc para escrever, bjsss

      Excluir
  9. Celia, gostaria de uma informação se possível. Tenho um quadro OST de 1965 e possui vários pontos onde apresenta como se a tinta fora desgastada pelo excesso de limpeza. Foi sugerido por um pintor que aplicasse uma camada de verniz cristal que isso poderia corrigir essas falhas, mas fiquei com receio de fazer e danificar a pintura. Isso pode melhorar ou devo procurar outro jeito de resolver isso?

    ResponderExcluir
  10. Anônimo, desculpe a demora.
    Verniz cristal nada mais é do que um verniz comum. Não acho a melhor prática. Se falta tinta e você deseja uma complementação da pintura, melhor que mande para um profissional restaurador. Lembre-se é melhor ter um quadro desgastado do que um mal restaurado. Talvez a idéia do verniz seja para "segurar" mais desgaste. Apóio a idéia desde que faça com um verniz spray, depois que a tela for totalmente limpa., pois se estiver suja, vai selar a sujeira na tinta e aí não tem jeito mais.Tinta acrílica é resistente a umidade, mas a tinta a óleo é totalmente resistente, veja qual a técnica. Outra coisa, jamais limpe uma tela passando pano úmido ou qualquer coisa umida sobre ela. Use apenas um pano seco para tirar o pó, muito de vez enquando. Espero ter ajudado.

    ResponderExcluir
  11. Vc pode informar se ainda trabalha com restaurações e o tel e local para contato em hchia@ig.com.br

    ResponderExcluir
  12. Sandra Barbosa

    Célia,

    Tenho um quadro em que o cupim comeu a madeira da armação da tela e corroeu parte da borda da tela . retirei a tela (tecido) da madeira infestada de cupim.
    Como enquadrar a tela (tecido pintado), será que poderia colar em outra tela em branco? poderia colar tecido (lona) em volta da tela? como proceder?? muito grata.

    ResponderExcluir
  13. Oi Sandra.
    Isso, restauro tela danificada com outra lona de tela pelo avesso.
    Repare que a cola a ser aplicada deve resistir a unidade e ao tempo.
    Uso cola impermeável, flexível, transparente, incolor e livre de ácidos. Compro foro do pais. Aqui não encontro do jeito que gosto. Caso queira procurar aqui é algo como cola de sapateiro. Espero ter ajudado. Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Olá Célia,

    Tenho dois painéis do Ignácio da Nega (1.00/1.50) sem o chassi. Como a tela ficou muito tempo enrolada no canudo, formo-se o craquelê. Gostaria de limpá-la e restaurá-la. Poderia me ajudar? Grata e aguardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, me desculpe a demora. Proceda a limpeza, pode ser na forma que descrevi aqui. Cuidado ao limpar no craquelado para não piorar ainda mais. Tive um quadro assim datado de 1880, daí fiquei com receio e não mexi, continua craquelado. Dependendo da importancia da obra eu creio, poderá fazer algumas interferências, mas procure sempre trabalhar com material inócuo, para não deteriorar a peça em data futura. Não sou especialista em craquele, mas penso que primeiro identifique a tinta, oleo? acrílico, outra? Procure trabalhar a correcão com o mesmo material. Eu tentaria fazer uma recolagem do que está solto, não sei se é o caso. Preencheria os vazios com massa. Comprei uma espetacular na Casa do Restaurador, uma italiana. Senão, creio pode ser massa acrílica.Com muito cuidado para sujar a pintura. sele a parte nova, eu usaria goma laca incolor. Pinte com o mesmo material e integre a correção à pintura original. Se tiver envelhecimento da tinta, imite. Espero ter ajudado. Como te disse não sou especialista, não me responsabilizo pelo resultado, mas eu faria dessa forma. Abraços. Feliz Natal.

      Excluir
    2. Olá Celia,
      Gostei muito das dicas para os quadros, sou colocador de quadros e faço também higienização em telas e molduras, tenho referencias sobre meu trabalho, se precisar tenho transporte para retirar e entregar
      Danilo (011)9 9789 9031

      Excluir
  15. Olá Célia, boa noite, muito legal suas dicas, sou colocador de quadros e telas e faço higienização de telas e moluras, faço também correção na fixação do quadro, para ter uma ventilação adequada para não criar fungos.
    Trabalho também com transporte para retirar e entregar, se precisar desses serviços, tenho referencias.
    Grato, Danilo (011) 997899031

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Já tá na agenda, valeu, boa sorte.

      Excluir
  16. Boa tarde, Celia! Por favor, você faz restauro? É um desgaste simples em uma tela à oleo.

    Muito obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço sim, mas gostaria que me mandasse uma foto do desgaste para eu ver e avaliar. Meu email, mcmdfx@gmail.com
      obrigada.

      Excluir
  17. Por Gentileza,
    Tenho uma tela grande de um artista cearense pintada a tinta acrílica.
    Numa mudança apoiaram um objeto na tela e ela ficou estufada para frente, numa área localizada, há como consertar isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Danilo, Não sei como te ajudar agora, mas estou tentando falar com um professor para saber se consigo uma resposta positiva. abraço.

      Excluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Olá Celia, muito obrigada pela ótimas dicas e parabéns pelo trabalho. Você pode me dar uma dica de como limpar um quadro (acrílico em tela) com bolor? Muito obrigada, Luciana

    ResponderExcluir
  20. Luciana tudo bom? Olha, apesar da tinta acrílica ser a base de água, possui pigmentos bastante fixantes e tem uma película impermeabilizante. Tente o mesmo método que usei. Use sempre vinagre branco. Vá diluindo em água filtrada e limpando primeiro em uma pequena área para ver o resultado. Esse trabalho é moroso e requer paciência. Limpe com um chumaço de algodão, seque com pano macio e deixe que continue secando em ar livre,fora do sol, como 2 dias, repita a operação, vá acompanhando,a cada final de operação use a água filtrada. Repita até conseguir o resultado melhor possível. Creio que terá bom resultado. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo auxílio! Farei isso e depois comentarei o resultado. Abraços

      Excluir
  21. Ola Celia, boa tarde! Adorei seu post, tao atual apesar de ser de 7 anos atrás. Posso usar a mesma aplicação de vinagre na parte de tras da tela? Tenho uma do Claudio Souza Pinto que esta com varias marcas de mofo que impregnou na tela de linho. Obrigado. Abraços.

    ResponderExcluir
  22. oi Anderson boa noite. Bolor é sempre uma chatice, em tela então ...a gente fica triste. Bom, certa vez li que quando o mofo já marcou com manchas mais escuras, então chamada de mofo, é quando a situação já está mais difícil de limpar. Mas qualquer limpeza já ajuda a deter o avanço da bicharada. Tente sim a alternativa do vinagre. Deu muito certo em vários casos que intervi. Procure retirar a tela da moldura, faça uma limpeza geral nela e depois trabalhe spo com a tela. Limte todas as áreas, laterais inclusive. Repita a operação e deixe sempre secar bem na sombra com corrente de ar. Repita a operação se necessário. Repita os processos, sempre com muito carinho e cuidado. Pode fazer um teste numa peque área e aguardar, sempre válido. Espero ter ajudado. Abraços.

    ResponderExcluir
  23. ola Celia dei uma olhada no quadro de vc postou e achei muito bonito o que vc fez. E gostaria de saber se vc pode mim ajudar pois tenho um quadro muito antigo na minha casa e gostaria de restaura-lo. Mas onde eu moro não encontrei um lugar para restaurar. Gostaria de saber se vc pode mim dar augumas dicas.meu email é adianappedagogia@gmail.com. obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como já firmei anteriormente por email, mande suas dúvidas e tento ajudá-lo.

      Excluir
  24. Gostaria de saber como tirar uma tela pintada em acrilico da armação de madeira.Nao tem moldura nem passepartout.E preciso enrolar ou dobrar para enviar para minha filha que vive em outro país...

    ResponderExcluir
  25. Olá Célia. Parabéns pelo seu blog, pelo seu talento e criatividade.
    Vi no exemplo acima de combate a bolor (fungos) na tela de Durval Pereira, usou vinagre, no entanto para combate-los a primeira coisa que vem a mente é a água sanitária (Hipoclorito de sódio dissolvido em aguá). Seria também um produto indicado, ou seu uso com essa finalidade seria agressivo para a camada pictórica???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, obrigada pela atenção.
      A água sanitária correi qualquer base delicada como uma pintura. Não use nem a mais fraca. Ela danifica a obra, retira o material, desbota a cor, corrói a base. Dê preferência a materiais inócuos e específicos para isso.

      Excluir

Comentem, participem,. É muito bom saber o que opinam sobre meu trabalho, abraços!